domingo, 13 de dezembro de 2015

O Que Há Dentro e Fora do Mundo

(Autoria da imagem não identificada - Vista em: www.socialspirit.com.br)

Uma voz cativa
gestos dissimulados
olhos que mais ocultam
e derramam sem cessar

Tumultos e caos
que um dia me acalmaram
para depois cerrar meus lábios
e secar a carne da minha árvore

Há um constante estado de tensão
de espera
impossibilitando vida
a tornar minha existência vã

Não sobrou resto de mim

Há distância 
a única coisa perfeita entre nós

Há uma teia sem sentido
cadeia na qual me prendi por vontade
e da qual não consigo escapar

Há fogo que queima e devora
uma luz que não clareia
perfeita e sutilmente
o meu caminho

Há sombras
uma presença que é pura solidão
uma ausência a me doer

Não há cura

Há o desejo que segue comigo
inconveniente
não o quero sentir
embora o sinta

Não há alegria
Não há calma
Há exasperação 

Não há mais laço
Só resta o nó

Nenhum comentário:

Postar um comentário